Página Inicial







Em Foco
Maio de 2018

Níger, fronteira da Europa
Por: MARCO BELLO, Jornalista



Pela sua posição estratégica, o Níger tornou-se o principal país de passagem de todo o tráfico ilícito, em particular o dos migrantes. Hoje quem não conseguiu atravessar o Mediterrâneo – e não morreu – foge das perseguições dos Líbios e tenta o caminho do regresso. Mas, frequentemente, encontra-se bloqueado a meio do caminho sem dinheiro. A União Europeia gostaria de deter o fluxo de gente em direcção ao Norte. E para o fazer utiliza dinheiro e exércitos.   Niamey. A cidade de areia com as suas casas baixas de cor ocre parece sempre igual. Tranquila e distante do frenesim de muitas metrópoles africanas, mais do que uma capital de um Estado poderia ser uma grande aldeia. De vez em quando, cruza-se com um camelo que avança bamboleando atrás do seu dono de turbante na cabeça. E, no entanto, há alguma novidade. Nos últimos anos, o trânsito automóvel aumentou notavelmente, e isso apesar de terem sido construídos dois nós viários, um dos quais na rotunda central que dá acesso à Ponte...

Indique o seu nome de Utilizador e Palavra-chave para obter o texto completo.
Se já é assinante e deseja consultar os destaques on-line peça o Nome de Utilizador e Palavra Passe utilizando este formulário.





Comente esta informação

Imprimir   |   Enviar a um amigo



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados