Página Inicial







Vaticano: Papa preocupado com violência na Venezuela
26 de Fevereiro de 2014

Durante a audiência geral desta quarta-feira, 26 de Fevereiro, o Papa Francisco demonstrou sua preocupação com a violência na Venezuela onde há vários dias ocorrem manifestações contra o Governo. Desde o dia 12 de Fevereiro, 13 pessoas já morreram, 150 ficaram feridas e mais de 500 foram detidas.

 

“Sigo com particular apreensão o que está a acontecer na Venezuela, por estes dias. Desejo vivamente que cessem quanto antes a violência e a hostilidade e que todo o povo venezuelano, a começar pelos responsáveis políticos e institucionais, se empenhe para favorecer a reconciliação nacional, através do perdão recíproco e de um diálogo sincero, respeitando a verdade e a justiça”, disse o Santo Padre.

 

“Enquanto asseguro a minha constante e fervorosa oração, em particular por quantos perderam a vida nos confrontos e pelas suas famílias, convido todos os crentes a elevar súplicas a Deus, pela materna intercessão de Nossa Senhora de Coromoto [padroeira da Venezuela], para que o país reencontre rapidamente a paz e a concórdia”, acrescentou.

 

Em comunicado, os bispos venezuelanos recusam o “uso da força” pelas forças de segurança, nalgumas manifestações, e pedem que o direito a protestar não seja usado para promover a violência e o “vandalismo”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados