Página Inicial







Vaticano: Ajustar a vida e aproximar-se do Senhor
18 de Março de 2014

A Quaresma é um tempo para “ajustar a vida”, “para aproximar-se do Senhor”. Foi o que destacou o Papa Francisco na Missa desta terça-feira, 18 de Março, na Casa Santa Marta.

 

O Papa Francisco iniciou a sua homilia destacando a palavra-chave da Quaresma: conversão. Comentando a primeira Leitura, extraída do Livro de Isaías, observou que o Senhor chama à conversão duas “cidades pecadoras” como Sodoma e Gomorra. Isso significa que todos “precisamos mudar de vida”. Todavia, advertiu, o Senhor pede uma aproximação sincera e nos adverte quanto à hipocrisia:

 

“Que fazem os hipócritas? Maquiam-se de pessoas boas: rezam olhando para o céu, mostrando-se, sentem-se mais justos do que os outros, desprezam os outros.

 

Ás vezes, essas pessoas se comportam assim só porque conhecem um bispo, um cardeal ou porque alguém na família é benfeitor. “Mas isso é hipocrisia” – reiterou o Papa. Ninguém é justo por si mesmo, todos precisamos ser justificados. E o único que justifica é Jesus Cristo.”

 

Por isso, precisamos nos aproximar do Senhor, que, na primeira Leitura, nos pede: “Lavai-vos, purificai-vos! Tirai da minha vista as vossas más ações! Cessai de praticar o mal, aprendei a fazer o bem”. Este é o convite. Mas, pergunta Francisco, “qual é o sinal de que estamos no caminho certo?”:

 

Socorram o oprimido, façam justiça ao órfão, defendam a causa da viúva. Cuidar do próximo: do doente, do pobre, do necessitado, do ignorante. Esta é a medida de comparação. Os hipócritas não sabem fazer isso, não podem, porque estão tão preocupados com si mesmos que estão cegos para olhar para os outros. Quando alguém caminha um pouco e se aproxima do Senhor, a luz do Senhor o faz ver essas coisas e vai ajudar os irmãos. Este é o sinal, este é o sinal da conversão.

 

Eis que a Quaresma é o tempo propício para esta conversão, como nos relata também o capítulo 25 do Evangelho de Mateus:

 

A Quaresma é para ajustar a vida, arrumá-la, mudar de vida para aproximar-se do Senhor. O sinal de que estamos distantes do Senhor é a hipocrisia. O hipócrita não necessita do Senhor, pensa que se salva sozinho, e se fantasia de santo. O sinal de que nós nos aproximamos do Senhor com a penitência, pedindo perdão, é que nós cuidamos dos irmãos necessitados. Que o Senhor nos dê a todos luz e coragem: luz para conhecer o que acontece dentro de nós e coragem para nos converter, para nos aproximar do Senhor. É belo estar próximo do Senhor.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados