Página Inicial







Sudão do Sul: Missionários viveram momentos dramáticos
21 de Fevereiro de 2014

Testemunho do Padre Raimundo Rocha revela os momentos dramáticos vividos pelos missionários combonianos de Leer, no Sudão do Sul, quando a cidade foi incendiada e a missão saqueada e todos tiveram que se refugiar no mato durante os confrontos entre rebeldes e tropas do governo.

 

Neste momento o grupo de missionários e missionárias combonianos estão em segurança em Juba, após serem resgatados por um helicóptero da força de paz das Nações Unidas para o Sudão do Sul (UNMISS).

 

Leia a mensagem do P. Raimundo:

Passamos por momentos muito dramáticos e difíceis. Quase perdemos nossas vidas. Nossa missão foi completamente saqueada. A cidade de Leer foi incendiada. O povo ainda está refugiado no mato e nos pântanos sem comida, água potável e remédios.

 

Muita coisa ruim aconteceu, mas também experimentamos o apoio e solidariedade de tantos bons cristãos que partilharam um pouco de sua comida e abrigo connosco e, além disso, arriscaram suas vidas para salvar a nossa.

 

A decisão de permanecer na missão, apesar do perigo, foi inteiramente nossa dos missionários de Leer que quisemos ficar com nosso povo.

 

Quando deixamos a missão para o mato, no dia 30 de Janeiro, fiz questão de colocar na minha bolsa a Santa Eucaristia e uma pequena imagem de Nossa Senhora Aparecida do Brasil.

 

Nós estamos muito certos de que Deus sempre esteve ao nosso lado, nos protegendo e nos mostrando o caminho.

 

Agora estamos em Juba, capital do Sudão do Sul, somente cansados, mas bem.

 

Escreverei a vocês em breve relatando o que aconteceu desde o dia em que deixamos a igreja em Leer e fomos para o mato junto com o povo.

 

Muito obrigado pelo apoio e orações de vocês. Elas ajudaram muito. Continuem rezando para que haja paz e pelo povo que está sofrendo no mato.

 

Fiquem com Deus e muito axé.

 

Pe. Raimundo Rocha

Missionário Comboniano de Leer em Juba, Sudão do Sul



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados