Página Inicial







Nigéria: 44 raparigas escapam de seus raptores
21 de Abril de 2014

Quarenta e quatro raparigas conseguiram fugir dos seus raptores após serem sequestradas em uma escola em Chibok, no Estado de Borno, na Nigéria. Das 129 estudantes sequestradas, 85 permanecem reféns do grupo Boko Haram.

 

"Tenho o prazer de anunciar que outras 14 estudantes escaparam de seus sequestradores", declarou Mallam Inuwa Kubo, secretário de Educação dos estado de Borno, nordeste da Nigéria, onde 129 adolescentes do instituto Chibok foram sequestradas na segunda-feira.

 

"Agora temos 44 alunas livres das 129", completou o secretário.

 

As autoridades não souberam explicar como o grupo conseguiu escapar dos sequestradores. De acordo com o secretário de Educação do estado de Borno, Mallam Inuwa Kubo, 11 raparigas foram encontradas quando fugiam pela estrada de Damboa, que liga Chibok a Maiduguri, a capital de Borno.

 

"Esperamos o retorno das 85 estudantes ainda desaparecidas. Continuam os trabalhos intensos de busca", disse Kubo.

 

De acordo com os depoimentos das estudantes que conseguiram escapar, o grupo islamita levou as vítimas para a floresta de Sambisa, reduto do Boko Haram no estado de Borno, onde o grupo tem vários acampamentos.

 

O sequestro em massa e inédito, que provocou indignação entre a opinião pública internacional, aconteceu no mesmo dia de um atentado extremamente violento na capital nigeriana, Abuja, que deixou 75 mortos e 114 feridos, também atribuído ao Boko Haram.

 

O ataque contra um terminal de autocarros, que foi reivindicado pelo Boko Haram, foi o mais violento cometido pelo grupo islamita na capital da Nigéria.

 

"Nós organizamos o ataque de Abuja", declarou o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, num vídeo de 28 minutos divulgado no passado sábado.

 

Com um fuzil kalashnikov apoiado no ombro e de uniforme militar, o líder insurgente falou em árabe e em hausa.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados