Página Inicial







Sudão do Sul: Emergência
28 de Janeiro de 2014

Os Missionários Combonianos no Sudão do Sul lançaram um apelo em favor das pessoas afetadas pela luta pelo poder por parte de duas fações do SPLM, o partido que governa o Sudão do Sul desde a assinatura de paz entre o Governo de Cartum e os rebeldes sulistas.

 

O conflito armado que começou a 15 de Dezembro fez pelo menos dez mil mortos e afetou cerca de 700 mil pessoas. Os dados mais recentes da ONU indicam que há 575,500 deslocados internos e 112,200 refugiaram-se nos países vizinhos. Organizações humanitárias ajudaram cerca de 251,000 deslocados.

 

O padre Daniele Moschetti, superior provincial dos Missionários Combonianos no Sudão do Sul, lançou um apelo em favor dos deslocados pela violência política pedindo orações pela paz no país e ajuda financeira.

 

«Pedimos que rezem pelo povo do Sudão do Sul e por nós todos. Se têm a possibilidade de partilhar a vossa solidariedade com o povo do Sudão do Sul, são muito bem-vindos», o padre Danielle escreveu aos dirigentes dos Missionários Combonianos presentes na África, Ásia, Américas e Europa.

 

As missões combonianas de Leer e Old Fangak entre o povo nuer, foram afetadas pela crise violenta. Ambas estão a acolher deslocados que vêem na igreja um santuário protetor. Outros deixaram Leer com medo de represálias e guardaram os parcos haveres na missão confiando que as tropas leais ao Presidente Salva Kiir Mayardit respeitem a Igreja.

 

Leer é a cidade natal de Riek Machar Teny, o ex-vice presidente que lidera a oposição ao governo de Kiir.

 

As missionárias e missionários combonianos permaneceram em Leer em solidariedade com o povo com quem vivem apesar de o pessoal estrangeiro ao serviço de organizações não governamentais em Leer ter sido evacuado para Juba.

 

Old Fangak, uma missão remota e relativamente segura a que se chega por barco ou por avioneta, acolhe um número considerável de deslocados que fugiram dos combates sangrentos de Malakal, Phom, Bor e Bentiu.

 

Negociadores representantes de Kiir e Machar assinaram em Adis Abeba, Etiópia, um cessar-fogo a semana passada mas ambas as partes estão a violar o acordo de acordo com fontes no terreno.

 

Ofertas para a «Emergência Sudão do Sul» podem ser encaminhadas através das comunidades dos Missionários Combonianos e da Editorial Além-Mar.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados