Página Inicial







Ucrânia: Apelo do Papa pelo fim da violência
27 de Janeiro de 2014

O Papa Francisco fez um apelo no domingo, 26 de Janeiro, para que se crie um diálogo construtivo entre as instituições e a sociedade civil na Ucrânia, evitando todo recurso a ações violentas.

 

“Estou próximo com a oração à Ucrânia, em especial dos que perderam a vida nesses dias e às suas famílias. Faço votos de que se crie um diálogo construtivo entre as instituições e a sociedade civil e, evitando todo recurso a ações violentas, prevaleçam no coração de cada um o espírito de paz e a busca do bem comum!”, disse o Pontífice no final da oração mariana do Angelus, na Praça S. Pedro.

 

Os protestos começaram no final de Novembro, quando o governo do presidente, Víktor Yanukóvich, renunciou a assinar um acordo para o ingresso do país na União Europeia. A crise foi deflagrada, entre outros motivos, pela pressão da Rússia sobre a Ucrânia, pois Moscovo ameaçou Kiev com restrições comerciais caso assinasse o tratado de associação à UE.

 

As Igrejas cristãs na Ucrânia ofereceram a sua mediação entre o governo e opositores.

 

Na sexta-feira, Yanukovych recebeu expoentes do Conselho de Igrejas e de organizações religiosas do país, entre eles o líder da Igreja greco-católica ucraniana, o Arcebispo-mor de Kiev, Sviatoslav Shevchuk.

 

O Arcebispo expressou sua profunda preocupação com a crise e as manifestações, que estão se tornando cada vez mais violentas. E reiterou que a “Igreja sempre esteve e estará ao lado do povo”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados