Página Inicial







R. Centro-Africana: ONU preocupada com onda de violência
1 de Abril de 2014

O secretário-geral das Nações Unidas manifestou preocupação com a recente onda de violência na República Centro-Africana.

 

Agências de notícias informaram que 24 pessoas morreram no fim de semana devido a confrontos em bairros do norte da capital, Bangui. Outras dezenas ficaram feridas.

 

Na sexta-feira, os relatos das agências deram conta de um ataque com granadas durante um funeral, também na capital, no qual morreram 11 pessoas.

 

Ban Ki-moon disse que a deterioração da situação de segurança no país resultou em mais mortes, num grande número de feridos além do aumento das dificuldades para a população.

 

O pronunciamento condena nos termos mais fortes possíveis todos os atos de violência contra civis e forças internacionais que trabalham para restabelecer a paz e a ordem no país.

 

Neste mês, a Nações Unidas autorizaram o envio de cerca de 12 mil tropas de paz para o país, que já conta com 6.000 soldados de paz da União Africana e uma operação francesa composta por 2.000 militares.

 

A ONU salienta a importância da proteção de civis a todo o momento. Os confrontos, que agravaram em dezembro, envolvem milícias anti-Balaka de maioria cristã, e as antigas forças Seleka, compostas por muçulmanos.

 

O responsável lembra aos envolvidos no alastramento da violência que serão levados à justiça. Na lista dos advertidos, estão elementos que direta ou indiretamente defendem ou facilitam ações de grupos armados.

 

Ban Ki-moon salienta a importância de estabelecer uma lista de indivíduos que atuam no sentido de minar a paz, a estabilidade e a segurança na República Centro-Africana. A medida foi solicitada por uma resolução do Conselho de Segurança.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados