Página Inicial







Venezuela: Núncio recebe relatório sobre violações dos direitos humanos
2 de Abril de 2014

Uma Organização não Governamental venezuelana de defesa dos direitos humanos entregou na segunda-feira, 31 de Março, ao Núncio Apostólico em Caracas, Dom Aldo Giordano, um relatório sobre os abusos registrados desde o início dos protestos antigovernamentais.

 

O relatório denuncia "um ataque desproporcional contra as manifestações, que teve como consequência mortes, torturas e tratamentos cruéis, com um comportamento que se verificou sistemático em todo o país".

 

Aos 39 mortos, se acrescentam 59 casos comprovados de torturas e tratamento desumano e 2.028 detenções por parte da polícia, refere o Diretor do Foro Penal Venezuelano (Fpp), Alfredo Romero.

 

"Não existe nenhum precedente na história do país de um número tão grande de detenções: estamos para completar 60 dias de protestos, durante os quais foram realizadas em média 35 detenções por dia”, destacou.

 

O Diretor do Fpp pediu ao Núncio que envie o documento ao Vaticano – documento que foi entregue também aos delegados mediadores dos países da Unasul (Colômbia, Equador e Brasil) – depois que a Santa Sé expressou a sua disponibilidade em favorecer o diálogo político na Venezuela.

 

"É fundamental que a comunidade internacional entenda que aqui não se trata de dialogar sobre a questão dos direitos humanos, mas principalmente criar uma comissão para esclarecer quem é responsável por esta situação, que é muito grave", acrescentou Romero.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados