Página Inicial







Mundo: Não há desenvolvimento sustentável com fome
31 de Maio de 2012

O desenvolvimento apenas poderá ser sustentável se a fome e a desnutrição forem erradicadas, indicou a «Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura» (FAO) num documento estratégico preparado para a Cimeira Rio+20 que decorrerá em junho no Rio de Janeiro, no Brasil.

 

«O desenvolvimento não pode ser considerado sustentável enquanto persistir esta situação em que cerca de um ser humano entre sete homens, mulheres e crianças é tratado com negligência, vítima de sub-alimentação», disse o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva.

 

«A busca de segurança alimentar pode ser o fio condutor entre os diversos desafios a que estamos confrontados e contribuir para construir um futuro sustentável. A Cimeira do Rio oferece-nos uma oportunidade única de analisar a convergência entre os programas de segurança alimentar e de sustentabilidade para garantir a realização destes objetivos», acrescentou o diplomata brasileiro num relatório.

 

Segundo o relatório, um dos grandes problemas dos sistemas alimentares é que apesar dos progressos significativos alcançados no desenvolvimento e na produção alimentar, centenas de milhões de pessoas estão esfomeadas, pois não possuem meios de produzir ou de comprar a comida que lhes permitiria ter uma vida sã e produtiva.

 

O relatório sublinha que a redução da fome e o desenvolvimento sustentável estão ligados inevitavelmente e que uma melhor governação dos sistemas agrícolas e alimentares é capital para atingir estes dois objetivos.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados