Página Inicial







África: Celebrar 50 anos de unidade continental
25 de Janeiro de 2013

Num altura em que os países africanos celebram este ano o 50º aniversário da sua unidade, eles deverão dar à juventude do continente a esperança no futuro, declarou quinta-feira, 24 de Janeiro, em Addis Abeba, na Etiópia, a presidente da Comissão da União Africana (UA), Nkosazana Dlamini-Zuma.

 

«A juventude deve pronunciar-se sobre os assuntos do continente e a União e os seus órgãos devem explorar a sua energia para lhe permitir contribuir para o desenvolvimento de África», disse a presidente da Comissão da UA na abertura da 22ª sessão ordinária do Conselho Executivo da UA.

 

Dlamini-Zuma reconheceu que África estava confrontada com numerosos e árduos desafios, mas que não eram «tão difíceis ao ponto de serem insolúveis e de ultrapassar a nossa vontade e a nossa capacidade colectiva de os resolver».

 

«Durante a sua história, África foi confrontada com problemas como a escravidão passando pelo colonialismo e pelo apartheid. Armados só da nossa determinação e da nossa unidade, conseguimos ultrapassá-los», afirmou.

 

«Inspirada nesta história ilustre, estou confiante de que a marcha de África para a grandeza, para o nosso objetivo ideal dum continente próspero em paz com ele mesmo e vivendo em paz com os outros, vai continuar», sublinhou.

 

«Quanto mais organizados e unidos formos, mais curta será esta viagem», indicou.

 

A 25 de maio de 2013, o continente africano vai comemorar o 50º aniversário da criação da Organização da Unidade Africana (OUA), ancestral da actual União Africana (UA).



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados