Página Inicial







Sudão do Sul: Actividades da ONU no país
26 de Outubro de 2012

A ONU aproveitou a celebração do seu dia a 24 de Outubro para apresentar uma lista de atividades no Sudão do Sul.

 

Mais de 20 agências da ONU estão presentes no país juntamente com uma força de paz chamada UNMISS, Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul na sigla em inglês.

 

Os capacetes azuis apoiam a consolidação da paz no país, formação e proteção de civis, embora a sua ação seja limitada em momentos de violência.

 

As agências da ONU mobilizaram 750 milhões de dólares para programas de desenvolvimento e assistência humanitária. Mais de 200 mil crianças subalimentadas beneficiaram desse fundo.

 

Os parceiros da ONU apoiaram 19.000 mulheres com serviços pré-parto e 14.000 no parto. Mais de 150 parteiras foram formadas para reduzir a taxa de mortalidade materna que é das maiores do mundo.

 

No campo da educação, a ONU juntamente com os parceiros, construiu 18 escolas e 99 salas de aulas e renovou 155 nos últimos meses.

 

O Programa de Alimentação Mundial distribuiu alimentos a cerca de 2.5 milhões de pessoas este ano. Mais de 60 mil famílias receberam sementes e alfaias agrícolas e 2.000 agricultores adquiriram formação em 76 campos-escolas.

 

O ACNUR lidera a assistência a mais de 200 mil refugiados sudaneses nos estados de Unidade e Nilo Superior, no Sudão do Sul.

 

Claro que nem tudo são rosas nas Nações Unidas no Sudão do Sul. A força de paz é criticada por ser demasiado cautelosa quando há problemas entre tribos – como no estado de Jonglei – e chegar no fim do conflito para contar mortos e feridos e os Sudaneses do Sul que trabalham para o ONU acusam a instituição de discriminação: colegas estrangeiros recebem salários maiores e em moeda forte pelo mesmo serviço.

(José Vieira - Missionário Comboniano no Sudão do Sul)



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados