Página Inicial







Vaticano: Bispos apelam à libertação de padres raptados na RD do Congo
24 de Outubro de 2012

O secretário-geral do Sínodo dos Bispos pediu ontem, 23 de Outubro, no Vaticano a libertação «imediata e sem condições» de três padres católicos sequestrados na sexta-feira no leste da República Democrática do Congo.

 

D. Nikola Eterovic falava antes dos trabalhos da manhã, na assembleia sinodal que decorre até domingo, manifestando a «solidariedade» dos participantes aos três religiosos, Anselme Wasukundi, Jean Ndulani e Edmond Kisughu.

 

O bispo de Butembo-Beni, em cuja diocese foram sequestrados os três padres assuncionistas (Agostinianos da Assunção) de nacionalidade congolesa, disse à Agência Fides, do Vaticano, que «a paróquia onde os religiosos foram sequestrados está situada numa região em que estão presentes diversos grupos armados».

 

D. Melchisedech Sikuli Paluku confirmou ter recebido um «pedido de resgate», adiantando que se está a tentar encontrar um «canal fiável para dialogar com os sequestradores».

 

O rapto foi também condenado pela Conferência Episcopal do Congo (CENCO), num comunicado que classifica o ato como «gesto inadmissível».

 

Informações da «Agência Ecclesia»

 



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados