Página Inicial







Sudão so Sul: Cem anos de Fé
11 de Dezembro de 2012

A Igreja de Tombura-Yambio, no Sudão do Sul celebra cem anos de fé, a 12 de Dezembro, em Mupoi.

 

Os Missionários de Comboni sonhavam com a evangelização dos Zande no Sudão do Sul desde 1894 mas tiveram que esperar 18 anos para cumprir o projeto. A primeira missão começou a 24 de Dezembro de 1912 em Mupoi com missionários vindos de Wau. Desde então a presença católica entre o povo Zande é uma história de sucesso. O Padre Joaquim Valente, que trabalha nos arquivos combonianos de Roma, considera os que os Zandes do Sudão do Sul e da RD Congo foram dos povos que melhor responderam à atividade evangelizadora dos Missionários Combonianos.

 

Dezenas de missionárias e missionários, incluindo o português padre Horácio Rossas, deram o seu melhor para viverem o Evangelho com os zandes, um povo industrioso e alegre que se dedica à agricultura. O segundo bispo zande de Tombura-Yambio, Dom Eduardo Hiiboro Kussala, chamou-os de gigantes da evangelização. Dois missionários merecem destaque: o padre Ernesto Firisin, que começou a presença católica em Wau e em 1913 se mudou para Mupoi onde a morte o encontrou em 1961; e o padre Filiberto Giorgetti. Os zande chamavam ao padre Ernesto Basangambori, «o homem da palavra de Deus», pelo seu zelo evangelizador. O Padre Filiberto, musicólogo e antropologista, fez um trabalho impar de inculturação da liturgia utilizando cânticos e danças da tribo.

 

Hoje, a diocese tem 16 paróquias e 14 quase paróquias e conta com 50 padres locais. Está empenhada em testemunhar o amor de Deus e defender a dignidade humana e oferece serviços sociais através dos departamentos de saúde, educação, justiça e paz, subsistência sustentada, água e sanidade, sida, comunicações – em que se destaca a Anisa FM, emergência humanitária, mulheres e família. A Igreja mantém um grande número de jardins-de-infância, escolas primárias e secundárias e abriu inúmeros poços para assistir as populações.

 

O programa de preparação para a festa dos cem anos da fé começou em Dezembro de 2011 sob o lema «A diocese veio de longe e tem um longo caminho a fazer» com a iniciativa da cruz centenária que visitou todas as comunidades cristãs até chegar a Mupoi. O seminarista Eliario Zambakari – o porta-voz da diocese – escreveu que durante a visita da cruz mais de cinco mil pessoas entregaram apetrechos usados em bruxaria. E disse que muitas pessoas foram curadas por terem tido a coragem de tocar a cruz enquanto outras cegaram ou enlouqueceram por recusarem a abandonar as práticas de feitiçaria.

(P. José Vieira - Missionário Comboniano no Sudão do Sul)



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados