Página Inicial







Quénia: Bispos lançam apelo pela demarcação de fronteiras
14 de Dezembro de 2012

Os bispos das dioceses das áreas fronteiriças do Sudão do Sul, Quénia, Uganda e Etiópia, lançaram um apelo em favor da delimitação das fronteiras, com o objetivo de impedir conflitos e se chegar a uma convivência pacífica entre as comunidades limítrofes dos quatro países.

 

Segundo refere a «Rede Católica de Rádios do Sudão», o apelo foi lançado por ocasião de uma «Conferência inter-diocesana sobre a Paz e sobre a Evangelização Transfronteiriça», realizada na diocese de Lodwa, no Quénia.

 

O Bispo de Lodwa, Dom Dominic Kimengich lançou o apelo à comunidade internacional para que contribuam com a demarcação das fronteiras, com o objetivo de prevenir as tensões e os confrontos entre as comunidades fronteiriças de pastores. Não são raros os ataques de bandos contra rebanhos nos lados das fronteiras, especialmente entre Quénia e Etiópia, o que acaba por provocar mortos e feridos.

 

O prelado também exortou os responsáveis pela Igreja em trabalhar na construção da paz através da reconciliação das populações a eles confiadas. Já o bispo de Torit, Dom Johnson Akio Mutek, sugeriu o envolvimento dos anciãos dos diversos grupos pastoris para resolver os problemas das fronteiras e diminuir as tensões existentes.

 

O encontro dos bispos das quatro nações surgiu da exigência de se chegar a um denominador comum sobre o problema do triângulo de Ilemi, um território de 14.000 km2 entre o Sudão do Sul, o Quénia e a Etiópia.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados