Página Inicial







Haiti: Aniversário de independência encoberto na pobreza
4 de Janeiro de 2013

A República do Haiti comemora 209 anos de sua independência da França, sob a sombra de continuar sendo o país mais pobre da América, sumido em uma espantosa crise económico-social e ainda severamente atingido pelas sequelas do terramoto de 2010 e pela epidemia de cólera que propagou-se durante os últimos anos.

 

O Haiti não conseguiu recuperar-se dos 200 mil mortos deixados pelo terramoto e as centenas de milhares de danificados que ainda continuam vivendo em refúgios «temporários», que foram montados após a emergência nacional.

 

Tampouco consegue superar a epidemia de cólera que deixou mais de sete mil mortos e dezenas de milhares de pessoas afetadas, a maioria deles em hospitais que carecem das mínimas condições de atenção médica.

 

O Haiti proclamou sua independência no dia 1º de janeiro de 1804, convertendo-se na primeira nação latino-americana a tornar-se independente da metrópole, após um processo revolucionário de carácter abolicionista, que começou em 1791 e desembocou em uma prolongada luta armada contra a França, sua potência colonizadora desde finais do século XVII.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados