Página Inicial







Tibete: Manifestações contra a opressão chinesa
15 de Novembro de 2012

Milhares de estudantes tibetanos manifestaram-se contra «a opressão chinesa» e a favor «da volta do dalai lama».

 

Particularmente criticada devido à sua política repressiva no Tibete, em especial depois da veiculação mundial das imagens de grande número de tibetanos se imolando em chamas, a China deu a entender que não toleraria «nenhuma voz discordante», às vésperas desta fase importante da sua história política.

 

Nesta quinta-feira, 15 de Novembro, o Congresso do Partido Comunista da China confirmou Xi Jinping como chefe do partido e próximo presidente chinês.

 

Xi Jinping substituirá o atual líder, Hu Jintao, que deixará seu cargo como chefe do partido neste ano e a Presidência em 2013 - e será encarregado de conduzir o país mais populoso e a segunda maior economia do mundo.

 

O político de 59 anos é visto como um «pequeno príncipe», termo usado para descrever os funcionários de alto escalão do partido cujo êxito, ao menos em parte, é creditado por muitos às suas conexões familiares. Xi Jinping é filho de um político que integrou nos anos 80 o Politburo, o segundo organismo na hierarquia de poder da China.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados