Página Inicial







Mali: Confrontos fazem mais de 30 mil desalojados
16 de Janeiro de 2013

A ONU anunciou um aumento de mais de 30 mil deslocados desde o início da intervenção militar francesa no Mali, na passada sexta-feira, dia 11.

 

Numa conferência de imprensa, realizada na terça-feira, em Genebra, foi revelado que cerca de 228 mil pessoas fugiram para os países vizinhos. A situação está a pressionar as nações vizinhas incluindo o Níger, a Mauritânia e o Burkina Faso.

 

De acordo com o porta-voz do Alto Comissariado para Refugiados, Acnur, a subida do número de deslocados internos agrava ainda mais as condições de saneamento básico.

 

Falando a jornalistas, Adrian Edwards relatou que 90 por cento dos deslocados são mulheres e crianças com dificuldades de moradia, saúde e segurança alimentar.

 

Agências noticiosas dizem que nos próximos dias, tropas africanas devem seguir para o Mali com vista a ajudar os ataques franceses contra rebeldes islâmicos.

 

De acordo com as informações das agências, cerca de 900 soldados nigerianos devem juntar-se aos mais de 700 franceses presentes no país da África Ocidental.

 

Estima-se que 4,2 milhões malianos carecem de ajuda humanitária. O número inclui cerca de dois milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar e centenas de milhares de crianças desnutridas.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados