Página Inicial







África: Recorde de chegadas de africanos ao Iémen
16 de Janeiro de 2013

Mais de 107,5 mil pessoas deixaram os países da região do Corno de África em direção ao Iémen no ano passado. O número ultrapassa o recorde do ano anterior, quando 103 mil pessoas fizeram o mesmo percurso pelo mar.

 

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, refere que oito em cada 10 pessoas que chegaram ao Iémen eram da Etiópia.

 

A agência chama a atenção para a travessia perigosa em barcos, que provocou pelo menos 100 mortos ou desaparecidos em acidentes ou naufrágios no Golfo de Áden e no Mar Vermelho.

 

A ONU informou que o número de refugiados e migrantes que atravessaram o Golfo de Áden foge à procura de segurança.

 

A agência aponta que os restantes vieram da Somália. Grande parte dos migrantes usa o Iémen como ponto de entrada para outros países do Golfo Pérsico.

 

Apesar dos problemas económicos e de segurança, o país continua a receber refugiados que além de proteção e segurança, procuram melhores condições económicas.

 

Atualmente, o Iémen abriga 236 mil refugiados. O Acnur cita também que 300 mil iemenitas estão desalojados por causa dos conflitos no norte do país desde 2004.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados