Página Inicial







Lisboa: AIS assinala centenário de seu fundador
15 de Janeiro de 2013

A celebração de uma missa, na próxima quinta-feira, dia 17 de Janeiro, na Igreja de Santa Joana Princesa, em Lisboa, assinala o arranque das comemorações oficiais em Portugal do centenário do nascimento do padre Werenfried van Straaten, o fundador da «Ajuda à Igreja que Sofre» (AIS), instituição que o Papa Bento XVI elevou no ano passado à condição de Fundação Pontifícia.

 

Conhecido como o «padre toucinho», a obra do padre Werenfried van Straaten começou nos escombros da II Guerra Mundial, lançando uma enorme operação de recolha de bens essenciais para acudir os milhões de alemães que vagueavam perdidos pelo Velho Continente – daí o epíteto de padre toucinho, pois ficou lendária a quantidade de toucinho fumado que conseguiu reunir.

 

Porém, depressa, a «Ajuda à Igreja que Sofre» ultrapassou fronteiras para acudir os cristãos perseguidos na Europa Oriental, Ásia, América Latina e África, num total de cerca de 140 países, sempre sublinhando, tal como no princípio na ajuda aos antigos inimigos, que nunca haverá paz sem reconciliação.

 

O cardeal Mauro Piacenza, Prefeito da Congregação do Clero, a propósito da celebração deste centenário, numa carta enviada aos vários secretariados da Fundação AIS, destacou o trabalho e a tenacidade do padre Werenfried, sublinhando que, para ele, «qualquer desejo do Santo Padre era uma ordem», e que procurava «levar conforto aos que sofrem, secando as suas lágrimas».

 

Ao longo da sua vida, o padre Werenfried van Straaten «via o serviço aos mais pobres como uma acção sacramental», refere o cardeal, nunca esquecendo, nas suas pregações, de dizer que não há salvação quando se ignora o próximo e as suas dificuldades.

 

A celebração eucarística, em Lisboa, será na Igreja de Santa Joana Princesa, na rua Lagares El-Rei, junto à Avenida dos Estados Unidos da América, em Alvalade), às 18:30. A Eucaristia será presidida pelo Reverendo P. Jacinto Farias, Assistente Espiritual da Fundação AIS.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados