Página Inicial







Sudão do Sul: Programa auxilia 30 mil agricultores
17 de Janeiro de 2013

Cerca de 30 mil agricultores vulneráveis ​​no Sudão do Sul vão beneficiar de um novo programa das Nações Unidas que tem como objectivo melhorar a qualidade de sementes das principais culturas locais.

 

O projecto da «Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação» (FAO), de cerca de 460 mil euros, consiste na capacitação para a produção, armazenamento e comercialização de sementes e mudas de qualidade para alimentos básicos. Entre as culturas estão o milho, o sorgo, a mandioca e o feijão-frade.

 

Duas décadas de conflitos e deslocamentos na mais nova nação africana limitaram o acesso dos agricultores a sementes de qualidade e a outros materiais de plantio.

 

De acordo com Sue Lautze, responsável da FAO a trabalhar em Juba, a qualidade das sementes é de extrema importância para a segurança alimentar e subsistência dos agricultores e das comunidades rurais do Sul do Sudão.

 

Lautze ressalta ainda que, as sementes são cruciais para concretizar o ambicioso plano de garantir a segurança alimentar que envolve todo o país.

 

O programa aumentará a disponibilidade e a qualidade de sementes aos agricultores mais vulneráveis ​​de Equatoria Central, Equatoria Ocidental, Lagos, Bahr el Ghazal Ocidental e Bahr el Ghazal do Norte.

 

A ONU também irá prestar assistência a 400 produtores de sementes.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados