Página Inicial







Filipinas: Relançar a justiça e curar a paz ferida
18 de Outubro de 2012

«Estamos tentando relançar a justiça para curar a paz ferida», declarou o pe. Peter Geremiah, missionário do PIME, no primeiro aniversário da morte de pe. Fausto Tentorio, morto em Mindanao em 17 de outubro de 2011.

 

O padre Geremiah celebrou ontem, na igreja de Arakan (ilha de Mindanao), uma Santa Missa com a participação de mais de mil fiéis, na maioria nativos. Uma longa procissão seguiu depois até o local onde o missionário foi morto e ali foram depositadas 365 velas.

 

«Quem projetou o crime de pe. Fausto quer negar a justiça a ele e a todas as vítimas da injustiça. Os que têm a responsabilidade de fazer justiça e se negam ou não conseguem fazê-la – há quem se nega a testemunhar por medo – se tornam cúmplices do crime», referiu o missionário.

 

«Rezamos pela justiça e pela paz porque acreditamos que Deus possa tocar o coração dos criminosos mais duros e dos funcionários mais corruptos ou ineficazes. Quando Jesus entrou em Jerusalém e muitas pessoas gritavam 'Hosana', alguns fariseus pediram a Jesus que dissesse a eles que parassem de gritar!. Jesus respondeu: Eu vos digo: se ficassem quietos, as pedras gritariam em seu lugar», referiu o padre Geremiah.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados