Página Inicial







Honduras: Igreja adverte sobre consumismo no Natal
3 de Dezembro de 2012

Enquanto milhares de pessoas de algumas das principais cidades hondurenhas estão aproveitando as «grandes ofertas» promovidas desde a passada sexta-feira, 30 de Novembro, nos grandes centros comerciais, a Igreja Católica convida os cidadãos a evitar o consumismo. Na homilia dominical da Catedral de Tegucigalpa, o sacerdote Carlos Rubio chamou os hondurenhos a não se deixarem levar pelo consumismo, materialismo, embriaguez e devassidão.

 

O padre lembrou aos fiéis que estes dias de dezembro, quando se comemora a festa da Natividade, devem ser de convivência e unidade familiar. Acrescentou que o Natal não é uma festa de consumismo e recomendou que os hondurenhos pensem na economia e no recolhimento espiritual.

 

Segundo artigo da psicóloga Blanca Fernández, publicado no jornal «La Tribuna», em dezembro muitos hondurenhos caem em um desenfreado consumismo, motivados pelas «ofertas» do comércio, e o fenómeno se incrementa porque muitas pessoas «criam necessidades que não têm». «O problema deste consumismo extremo no Natal é que ao criar exigências vãs, que realmente não existem, propiciamos às crianças comportamentos danosos», indica a especialista.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados