Página Inicial







Argentina: Bispos sentem-se feridos e agoniados
5 de Dezembro de 2012

Os bispos católicos da Argentina divulgaram um documento antecipando a celebração de Natal. No texto, os sacerdotes dizem que se sentem «feridos e agoniados» porque, como sociedade, «nos encontramos imersos em uma profunda crise moral, que revela que a fé não impregna plenamente o nosso estilo de vida».

 

O documento do organismo presidido pelo arcebispo de Santa Fé, José Maria Arancedo, traça um panorama sumamente crítico sobre a realidade do país que, segundo dizem, os bispos «repassaram com profunda preocupação» durante a assembleia realizada no início de novembro.

 

«Aspiramos ser um país cuja identidade seja a paixão pela verdade e pelo compromisso pelo bem comum», expressam os bispos, formulando ainda uma severa crítica aos níveis de condução de todo tipo ao dizer que «todos os habitantes da nossa pátria necessitam sentir-se apoiados por dirigentes que não pensem apenas em seus próprios interesses, mas que se preocupam prioritariamente com o bem comum».

 

«Lembramos, mais uma vez, que este serviço para o bem comum exige uma dedicação altruísta à promoção da dignidade dos nossos irmãos pobres em sua vida pessoal e familiar, para ser protagonistas de seu próprio desenvolvimento», referem os bispos.

 

Os sacerdotes indicam que «educação e trabalho são ainda os instrumentos que permitem aos indivíduos e comunidades se tornarem agentes de seu próprio destino».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados