Página Inicial







Vaticano: Papa pede «autêntico respeito» para promover a paz
27 de Novembro de 2012

O Papa Bento XVI encorajou, na segunda-feira, 26 de Novembro, durante uma audiência com os novos cardeais, a presença de cristãos no Médio Oriente e pediu «autêntico respeito» para se promover a paz no mundo.

 

«Desejo encorajar particularmente a vida e a presença dos cristãos no Médio Oriente, onde devem poder viver livremente a sua fé, e quero lançar uma vez mais um premente apelo à paz naquela região. A Igreja encoraja todos os esforços com vista à paz no mundo e no Médio Oriente, paz que não será efectiva se não se basear no autêntico respeito pelo outro», afirmou no Vaticano.

 

Ao saudar o novo cardeal-patriarca libanês, D. Béchara Boutros Raï, Bento XVI lançou um «apelo urgente» pela paz e pediu liberdade para as comunidades cristãs na região.

 

O cardinalato do patriarca Boutros Raï, referiu, tem como intenção «encorajar particularmente a vida e a presença das comunidades cristãs no Médio Oriente, onde devem poder viver livremente a sua fé».

 

Nesse contexto, o Papa deixou votos de que o tempo litúrgico do Advento, que se inicia no próximo sábado em preparação para o Natal, faça «redescobrir a grandeza de Cristo», que vem «trazer a paz e a reconciliação».

 

No sábado, o Papa presidiu, pela quinta vez, a um consistório público para a criação de seis cardeais, incluindo o patriarca libanês. O grupo inclui ainda responsáveis de África, Ásia e América, sendo o mais jovem membro do colégio cardinalício da Índia.

 

Informações da «Rádio Renascença».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados