Página Inicial







Mundo: Reduz pela metade morte de menores de 5 anos
13 de Setembro de 2013

O mundo conseguiu diminuir em cerca de metade o número de mortes de menores de cinco anos em comparação a 1990, aponta um novo relatório.

 

Estima-se que em 2012, cerca de 6,6 milhões de crianças perderam a vida antes de completar cinco anos em contraste com os mais de 12 milhões de crianças mortas há vinte e dois anos em todo o mundo.

 

O diretor executivo do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, comentou a diminuição da cifra para os atuais cerca de 18 mil óbitos diários. Anthony Lake considera a tendência positiva, pelo facto de terem sido salvas milhões de vidas.

 

De acordo com o estudo, as principais causas de morte das crianças do grupo incluem a pneumonia, a prematuridade, a asfixia durante o parto, a diarreia e a malária. Mas a nível global, cerca de 45 por cento das mortes de menores de cinco anos estão ligadas à subnutrição.

 

A Nigéria e a República Democrática do Congo são os países africanos que integram o grupo de cinco nações onde ocorre a metade das mortes de menores de cinco anos. Os outros são a China, a Índia e o Paquistão.

 

Apesar de progressos registados na África Subsaariana, a região ainda detém as taxas mais altas de mortalidade infantil no mundo. O relatório aponta para 98 mortes em cada mil nascidos vivos.

 

As estimativas indicam que uma criança nascida na região enfrenta mais de 16 vezes o risco de morrer antes do quinto aniversário se comparada às de um país de alta renda.

 

Além do Unicef, a pesquisa envolveu a Organização Mundial da Saúde, o Banco Mundial e o Departamento das Nações Unidas para os Assuntos Económicos e Sociais.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados