Página Inicial







Sudão do Sul: Rádio Boa Nova volta a transmitir
3 de Julho de 2013

A Rádio Good News – Boa Nova – está de novo no ar em Rumbek, a capital do Estado de Lakes, depois de três dias de «silêncio forçado.»

 

Na sexta-feira de manhã o Ministro da Informação do Estado de Lakes ordenou o seu encerramento alegando «falta de documentos para estar no ar.»

 

Fernando Colombo, o administrador da diocese de Rumbek, a proprietária da estação, disse que as razões eram diferentes: o Governo mandou encerrar a estação porque esta estava a ser «politizada.»

 

O Governo não gostou de uma notícia sobre a morte de um civil em circunstâncias estranhas detido numa prisão militar. Segundo testemunhas contactadas pela Good News o detido foi espancado até à morte enquanto que na versão do governo foi morto a tiro enquanto tentava fugir pela quarta vez.

 

Em causa também parece ter estado o tratamento a um membro do Governo entrevistado pela rádio a explicar a situação dos direitos humanos no Estado. A entrevista foi feita no seguimento de um relatório do Human Rights Watch que acusava o Governo do estado de ter mais de 100 civis detido sem culpa formada por longo tempo em prisões militares. O governante não gostou nem do teor nem das questões…

 

Lakes State vive uma situação complicada desde que em Janeiro o Presidente Salva Kiir demitiu o governador eleito Eng Chol Tong Mayay e nomeou para seu lugar Matur Chut Dhuol, um general à moda antiga que quer impor a ordem social à força da bala ou como alguém comentou «com a paz do cemitério.»

 

Para já decretou a «lei seca» e quem quiser uma cerveja tem que se dirigir a um dos três hotéis de Rumbek ou arriscar o «mercado negro.»

 

Também prometeu «crucificar» os jornalistas que falem mal da sua governação.

 

O mais interessante é que segundo a Constituição Interina o governador de transição tem 60 dias para organizar eleições, mas o General Chut está de pedra e cal. A desculpa do ministro da justiça John Luk Jok é que não há dinheiro para a Comissão Nacional de Eleições organizar o voto intercalar.

(José Vieira - Missionário Comboniano no Sudão do Sul)



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados