Página Inicial







Darfur: Onda de violência dificulta ajuda humanitária
24 de Julho de 2013

O Programa Mundial da Alimentação (PMA) considerou a nova onda de violência na região sudanesa de Darfur uma ameaça às entidades humanitárias no trabalho de auxílio às populações.

 

Em nota a agência alertou para o risco de segurança alimentar a longo prazo na região, devido à preocupação com os últimos desenvolvimentos que ameaçam a frágil segurança alimentar.

 

O diretor do PMA no Sudão, Adnan Khan, salientou a fuga de pessoas das suas aldeias, com um número significativo a seguir em direção a acampamentos de refugiados no vizinho Chade. O fenómeno ocorre numa época de plantio e trabalho nos campos agrícolas.

 

Há 10 anos, teve início o conflito que envolveu forças governamentais, milícias aliadas e rebeldes em Darfur.

 

Cerca de 250 mil pessoas abandonaram as suas aldeias e atividades diárias devido a tensões e confrontos intertribais que ocorrem desde o início de 2013. A onda de violência levou ao aumento das capacidades para alimentar as famílias vulneráveis.

 

Planos iniciais previam que 2,7 milhões de pessoas fossem alimentadas, incluindo 1,4 milhão de habitantes em acampamentos. Com os deslocamentos recentes estima-se que 400 mil pessoas sejam acrescidas ao número dos beneficiários da assistência.

 

Khan disse que o escalar observado no primeiro semestre não só aumentou as necessidades, mas também tem prejudicado a capacidade de alcançar todos os necessitados devido à insegurança.

 

A série de desenvolvimentos é tida como um obstáculo aos planos para promover a segurança alimentar, a longo prazo, e aumentar a resiliência entre as comunidades.

 

Entretanto, o PMA anunciou que recebeu US$ 180 milhões do orçamento operacional de US$ 397 milhões necessário para alimentar 3,9 milhões de afetados pelo conflito em Darfur.

 

A combinação de conflito, insegurança e altos preços alimentares é tida como fator que fragiliza a segurança alimentar, apesar das boas colheitas no ano passado.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados