Página Inicial







Moçambique: A situação está a piorar
8 de Novembro de 2013

A situação na cidade da Beira, a principal cidade da província de Sofala, está a piorar empurrando o país para uma crise. Os conflitos entre o partido no poder e o maior partido opositor foram retomados e há mortos e feridos. Enquanto isso, os gangues criminosos se organizam. Com os recentes sequestros, eles ultrapassaram todos os limites. Em Maputo, a capital, 10 pessoas já foram sequestradas.

 

No dia 31 de Outubro, em diversas cidades as pessoas realizaram manifestações em favor da paz e da segurança, indicando o diálogo como caminho para resolver os problemas.

 

Todos falam de paz, todos querem a paz, inclusive o governo e a oposição, mas ela não virá com tiros e pessoas a morrer. A população teme que este furacão, que está ganhando força a cada dia, enviará a sociedade, a economia e o futuro do país em uma crise terrível.

 

As eleições foram marcadas para 20 de Dezembro, mas será que se realizarão? Começaram os exames escolares finais, mas eles serão concluídos? As pessoas razoáveis ​​e influentes estão tentando fazer os contendores refletir sobre a situação, em conjunto com as igrejas, governo e importantes personalidades estrangeiras. Será que vão conseguir?

 

Em declarações, o presidente Armando Emílio Guebuza, no poder há quase 10 anos, disse que apesar de tudo o que está acontecendo, está otimista: «Eu não posso pensar que as pessoas já esqueceram os terríveis 16 anos de guerra civil».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados