Página Inicial







Sudão do Sul: Crise política ameaça mergulhar o país numa guerra civil
20 de Dezembro de 2013

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou que o Sudão do Sul está à beira do "precipício" de uma guerra civil, depois que confrontos na capital, Juba, se espalharam pelo país.

 

Acredita-se que pelo menos 500 pessoas morreram desde o último fim-de-semana, quando o presidente Salva Kiir acusou seu ex-vice, Riek Machar, de tentar realizar um golpe de Estado.

 

Estima-se que 34 mil pessoas se refugiaram em acampamento das Nações Unidas diante da escalada de violência.

 

Segundo analistas, o conflito reflete uma disputa política no coração do partido no governo, mas pode ter desdobramentos de fundo étnico.

 

O presidente Kiir pertence à etnia dinka, a mais numerosa do país, enquanto Machar é do grupo nuer, o segundo maior.

 

No passado, houve conflito entre as etnias, e a disputa política entre o presidente e seu vice, agora foragido, pode, segundo analistas, desembocar em uma guerra étnica.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados