Página Inicial







Síria: Unicef faz o maior apelo de sempre para ajudar as crianças sírias
27 de Dezembro de 2013

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) pretende angariar US$ 835 milhões (610 milhões de euros) para responder às necessidades humanitárias das crianças sírias.

 

A verba será utilizada para desenvolver o trabalho da agência em 2014 e é 77 por cento maior do que a quantia pedida no ano passado. O Unicef afirma que este é o maior apelo feito pela agência nos seus 67 anos de existência.

 

O plano de resposta humanitária procura ajudar as crianças que estão na Síria e também as que estão refugiadas nos países vizinhos: Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia.

 

O Unicef relembra que se espera que a violência, o deslocamento de civis e o declínio da economia síria continuem no próximo ano.

 

Segundo a agência, são mais de quatro milhões de crianças a precisar de ajuda dentro do país, além de 1,1 milhão de menores que vivem como refugiados.

 

Ao lançar o apelo, em Genebra, a vice-diretora do Unicef, Yoka Brandt, afirmou que as crianças sírias podem enfrentar um inverno rigoroso e que é necessário colocá-las no centro da resposta humanitária global em 2014.

 

Segundo Yoka, 14 milhões de menores sofrem com três grandes crises: na Síria, na República Centro-Africana e nas Filipinas. Um terço destes menores são sírios.

 

A verba solicitada pretende vacinar 25 milhões de crianças, especialmente contra a poliomielite; ajudar 4,5 milhões a voltar para a escola; fornecer o acesso à água potável a 11 milhões de sírios e ajudar dois milhões de menores a superar os traumas decorrentes da guerra civil.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados