Página Inicial







Mundo: Legado de Gandhi é celebrado no Dia da Não-Violência
3 de Outubro de 2013

Na quarta-feira, 2 de Outubro, as Nações Unidas celebraram o «Dia Internacional da Não-Violência», data que assinala também o aniversário de Mahatma Gandhi: «um líder que mostrou o poder da paz em oposição à opressão, injustiça e ódio», segundo as palavras do Secretário-geral da ONU.

 

Ban Ki-moon destacou que a organização tem como metas a resolução pacífica de qualquer conflito e o fim de todas as formas de violência.

 

Ban diz que o exemplo de Gandhi inspirou os ganhadores do Prémio Nobel da Paz, Martin Luther King Jr., Rigoberta Menchú e Nelson Mandela. Segundo o chefe das Nações Unidas, eles «promoveram a dignidade humana, a rejeição da intolerância e o trabalho por um mundo onde pessoas de todas as culturas e crenças possam viver juntas, com respeito e dignidade».

 

Em sua mensagem, o Secretário-Geral Ban Ki-moon destaca que é preciso coragem para enfrentar aqueles que usam a violência para impor suas vontades e opiniões. Ban fala ainda em determinação para lutar contra a injustiça, a discriminação e a brutalidade.

 

Ele também diz ser preciso coragem para acabar com um conflito e abraçar uma negociação pacífica. Por isso, Ban defende que a «não-violência precisa de líderes que tenham o respaldo de um exército de pessoas corajosas, preparadas para exigir paz, libertação e justiça.»

 

O Secretário-Geral afirma que o fim da violência pode começar nas casas, nas escolas e nos ambientes de trabalho. Segundo ele, «a violência pode ser contagiosa, mas o diálogo pacífico também.»

 

Ban Ki-moon espera que todos os cidadãos globais se inspirem na coragem de Mahatma Gandhi e «virem as costas para a divisão e o ódio e apoiem o que é certo e justo».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados