Página Inicial







Rep. Centro-Africana: ONU avalia que situação é de “grande tensão”
13 de Dezembro de 2013

De acordo com o escritório da ONU de Assistência Humanitária (Ocha), a República Centro-Africana continua a registar uma situação de grande tensão, apesar do aproximar de um programa de desarmamento para Bangui e Bossangoa, as duas principais cidades do país.

 

Na capital, cerca de 400 pessoas foram mortas na semana passada devido a combates sectários.

 

O organismo da ONU indica que cresce o número de deslocados internos albergados em mais de 30 locais como igrejas, mesquitas e edifícios públicos, com destaque para o aeroporto internacional.

 

Somente em Bangui, mais de 127 mil pessoas fugiram das suas casas.

 

As Nações Unidas, dizem que o país já ultrapassou meio milhão de deslocados desde o início da crise há um ano.

 

Cerca de 1.600 soldados franceses foram enviados para o país, onde devem apoiar a força africana implantada no local para restaurar a segurança de uma nação dominada pelo caos depois de um golpe de Estado ocorrido em Março.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados