Página Inicial







Sudão do Sul: Autoridades matam e abusam de civis
3 de Outubro de 2012

A «Amnistia Internacional» (AI) acusa o exército e a polícia de violar e atirar contra civis no Estado de Jonglei.

 

O Sudão do Sul deve tomar medidas imediatas para acabar com as violações dos direitos humanos, incluindo tortura, assassinatos e violência sexual por parte de forças de segurança que realizam uma campanha de desarmamento civil no estado de Jonglei, refere o relatório da AI.

 

Os abusos por parte do Exército do Sudão do Sul (conhecido como o SPLA) e do Serviço Auxiliar da Força Policial (SSPS) ocorreram durante Operação Restauração da Paz, instaurada pelo governo em março de 2012.

 

«Longe de trazer segurança para a região, o SPLA e as forças policiais cometeram graves violações dos direitos humanos e as autoridades estão fazendo muito pouco para impedir o abuso», disse Audrey Gaughran, Directora da Amnistia Internacional para África.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados