Página Inicial







Somália: Eleição de Presidente abre uma nova era
11 de Setembro de 2012

A Somália escreveu uma nova página da sua história na segunda-feira, 10 de Setembro, com a eleição do candidato da oposição, o professor Sheikh Mahmud Hassan, um sinal claro de que o Parlamento somali opta por uma ruptura nítida com a guerra civil de duas décadas.

 

O Presidente somali cessante, Sharif Ahmed, perdeu na terceira volta do escrutínio após o apoio dado pelo primeiro-ministro cessante, Mohammed Abdiweli, a Sheikh Mahmud Hassan, um candidato moderado.

 

O novo Parlamento somali, com 272 votantes, deu ao novo Presidente mais de 50 porcento dos votos, após a retirada da corrida dos dois principais candidatos a favor duma aliança aparente.

 

A Somália vai lançar-se no longo caminho para a estabilização após anos sem nenhuma infraestrutura realizada pelo Estado, sem força militar, nem Polícia.

 

Professor universitário, o novo Presidente dará uma nova imagem à Somália. Ele não mostra nenhuma lealdade a qualquer tribo e deve restabelecer o equilíbrio dos poderes.

 

O Presidente cessante foi apoiado pela maioria dos parlamentares durante a primeira volta do escrutínio, no termo do qual ele conseguiu obter 60 votos, mas alianças formaram-se com os quatro candidatos líderes após a primeira volta.

 

O ex-Presidente Sharif Ahmed foi acusado no passado de bloquear o programa de transição.

 

Vários meses de crise política agravaram a vida em Mogadíscio, a capital somali, em 2011 com o prolongamento de três anos do mandato do presidente pelo Parlamento, o que as Nações Unidas fustigaram optando pelo acordo de Kampala.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados