Página Inicial







Paquistão: Libertada criança acusada de blasfémia
7 de Setembro de 2012

A jovem cristã paquistanesa acusada de blasfémia por ter queimado páginas do Corão foi libertada sob caução por decisão de um Tribunal paquistanês.

 

O juíz Muhammad Azam Khan ordenou a libertação de Rimsha Masih, que tem cerca de 14 anos, presa desde 16 de Agosto. Segundo alguns de seus vizinhos, a menina teria queimado páginas do Corão, um crime passível de prisão perpétua no Paquistão.

 

Segundo os médicos, a criança terá «cerca de 14 anos» e sofrerá de uma deficiência mental.

 

A polícia paquistanesa deteve no passado fim-de-semana o imã da mesquita vizinha à casa de Rimsha, Hafiz Mohamed Khalid Chishti.

 

A detenção ocorreu na sequência das declarações de uma testemunha, Hafiz Mohamed Zubair, que afirmou que o imã terá falsificado as provas contra Rimsha, ao acrescentar folhas do livro sagrado dos muçulmanos a outras que a criança terá queimado.

 

O caso tem agravado as tensões entre a maioria muçulmana e a minoria cristã no bairro onde a criança vive e de onde já fugiram centenas de famílias cristãs por receio de represálias de radicais islâmicos.

 

Com informações do «Expresso».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados