Página Inicial







Sudão do Sul: Acabar com a pena de morte
19 de Setembro de 2012

Comboniano escreve carta aos bispos do Sudão para recordar o pedido do Papa: chamar a atenção dos líderes civis para a necessidade de eliminar a pena de morte.

 

O Padre José Vieira, missionário comboniano no Sudão do Sul, enviou uma carta para a «Conferência Episcopal Sudanesa» (SCBC, na sigla original), para recordar o pedido do Papa Bento XVI descrito na Africae Munus: «Juntamente com os membros sinodais, chamar a atenção dos líderes da sociedade para a necessidade de fazer todos os esforços para eliminar a pena de morte» (AM 83).

 

A missiva foi escrita por ocasião da «Assembleia Plenária» anual da SCBC, que inicia nesta quarta-feira, 19 de Setembro, e segue até a segunda-feira. No encontro, arcebispos, bispos e chefes de diocese do Sudão e do Sudão do Sul vão discutir questões que afetam a Igreja em ambos os países.

 

De acordo com o padre Vieira, «durante as últimas semanas o Sudão do Sul retomou prisioneiros pendurados no corredor da morte e homens foram executados em Juba e em Wau».

 

Em sintonia com a exortação do Papa, o missionário comboniano propõe as seguintes ações ao plenário da SCBC na luta para eliminar a pena de morte no Sudão do Sul:

 

1 – Escrever uma carta ao presidente Salva Kiir Mayardit a pedir uma moratória sobre as execuções no Sudão do Sul.

 

2 – Escrever uma petição à Comissão de Revisão Constitucional a pedir a abolição da pena de morte na Constituição Permanente do Sudão do Sul.

 

3 – Pedir às Comissões diocesanas Justiça e Paz que participem junto a grupos humanitários e da sociedade civil local na campanha para a abolição da pena de morte no Sudão do Sul.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados