Página Inicial







Somália: Assistente humanitária vence prémio da ONU para refugiados
19 de Setembro de 2012

Uma assistente humanitária somali foi anunciada como vencedora do «Prémio Nansen para Refugiados», concedido pela «Agência das Nações Unidas para os Refugiados» (UNHCR, na sigla em inglês). A distinção visa promover o interesse mundial em prol dos que buscam refúgio.

 

Hawa Aden Mohamed, também conhecida como «Mama» Hawa, de 63 anos, é uma ex-refugiada que regressou à terra natal para ajudar milhares de meninas e mulheres. Entre elas estão refugiadas e vítimas de décadas de conflito e de exploração.

 

Desde 1954, o prémio foi oferecido a 68 figuras, em homenagem a Fridtjof Nansen, o primeiro representante da agência.

 

Desde a sua fundação, em 1999, a entidade de Mama Hawa ajudou a «reconstruir a vida de mais de 215 mil refugiados, vítimas e sobreviventes da violência», segundo a agência da ONU.

 

Ao anunciar o prémio, o alto-comissário do UNHCR, António Guterres, disse que «quando Hawa Aden Mohamed ajuda a uma menina refugiada, o curso da sua vida é alterado para sempre».

 

Guterres acrescentou que a funcionária humanitária «salvou e educou milhares de meninas, dentre as quais vítimas dos piores casos de violência».

 

A Somália é assolada por uma das piores crises humanitárias do mundo, estimando-se que um terço dos seus habitantes tenham sido forçados a deslocar-se.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados