Página Inicial







Egipto: Novo líder vai escolher cristão para a vice-presidência
29 de Junho de 2012

O novo líder do Egipto, o islamista Mohamed Morsi, comprometeu-se a escolher uma mulher e um cristão para vice-presidentes, num gesto que seria histórico para aquele país esmagadoramente islâmico.

 

Morsi era o candidato da Irmandade Islâmica e a sua eleição encheu de preocupação os cerca de 12 milhões de cristãos egípcios, que se queixam de discriminação.

 

Contudo, o novo presidente prometeu várias vezes que será o líder de todos os egípcios, não só dos muçulmanos, e que salvaguardará os direitos das mulheres e das minorias religiosas.

 

Nos seus primeiros dias na presidência, Morsi fez questão de receber delegações representando a Igreja Copta Ortodoxa, maioritária, e da Igreja Católica, que representa apenas cerca de 200 mil cristãos.

 

O presidente garantiu-lhes novamente a sua vontade de promover a paz social e pôr fim aos conflitos que tem havido entre diferentes comunidades religiosas, e repetiu a promessa de nomear uma mulher e um copta para a vice-presidência. Contudo, o porta-voz da Igreja Católica diz que essas posições devem ter poder real: “Caso contrário não passará de um posto decorativo”, afirmou o padre Greiche.

 

Informações da «Rádio Renascença».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados