Página Inicial







África: Preocupação com crianças fora da escola
19 de Junho de 2012

Uma criança em cada quatro em idade escolar nunca estudou ou abandonou a instrução primária na África Subsariana, aponta a «Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura» (Unesco).

 

A agência indica que 31 milhões de menores da região não tiveram acesso à escolarização, dois milhões a mais do que em 2008.

 

A África Subsariana é, segundo a Unesco, a que tem o número mais alto de crianças em idade escolar, tendo influenciado a estagnação nos progressos globais.

 

Estima-se que 10,5 milhões das crianças fora da escola estejam na Nigéria e 2,4 milhões na Etiópia.

 

De acordo com novos dados, os progressos no acesso à educação para todos foram interrompidos no mundo. Em 2010, 61 milhões de crianças em idade escolar primária estavam fora do ensino, o mesmo verificado em 2008.

 

O estudo do Instituto de Estatísticas da Unesco indica ainda que, nos últimos 15 anos, o número de menores fora da escola apresentou um declínio constante.

 

A agência indica, entretanto, que as meninas foram as mais beneficiadas pelos esforços para melhorar o acesso à educação. No ano 2000, o grupo representava 58 por cento das crianças fora da escola e passou para 53 por cento em 2010.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados