Página Inicial







Brasil: Bispos divulgam nota sobre a Rio+20
25 de Junho de 2012

A «Conferência Nacional dos Bispos do Brasil» (CNBB) divulgou uma nota onde os bispos comentam o encontro da ONU sobre o desenvolvimento sustentável.

 

A CNBB espera que, da Rio+20, «brote o compromisso de construção de um ‘modelo de desenvolvimento alternativo, integral e solidário, baseado em uma ética que inclua a responsabilidade por uma autêntica ecologia natural e humana, que se fundamenta no evangelho da justiça, da solidariedade e do destino universal dos bens e que supere a lógica utilitarista e individualista, que não submete os poderes económicos e tecnológicos a critérios éticos».

 

De acordo com os bispos brasileiros, a natureza «nos precede» e não devemos tratá-la como «lixo espalhado ao acaso, mas como dom do Criador». Ao mesmo tempo que o homem pode dominá-la e fazê-la render, é necessário que «a comunidade internacional» analise as «modalidades de utilização do ambiente que sejam danosas para o mesmo».

 

A mensagem denuncia também os abusos que se cometem contra a natureza e lembra que é «dever de todos, especialmente dos dirigentes das nações, garantir a estas e às futuras gerações a casa comum livre de toda destruição». Portanto, citando a Paulo VI, continua a mensagem, «não se trata de diminuir o número dos convidados para o banquete da vida, mas de aumentar a comida na mesa».

 

Os líderes mundiais não devem, portanto, «subjugar o desenvolvimento económico ao domínio do mercado e do lucro». A mesma Igreja do Brasil tem constantemente chamado a atenção para a «destruição da natureza provada por um desenvolvimento económico predatório», que causa impactos ambientais destrutivos e cria marginalização e exclusão social.

 

Sobre a economia verde o documento pede para que se preste atenção à «privatização e a mercantilização dos bens naturais», que seria algo «eticamente inaceitável». Que os critério éticos não sejam submetidos por poderes económicos e tecnológicos.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados