Página Inicial







Mundo: 100 mil cristãos mortos a cada ano por conta da sua fé
29 de Maio de 2013

Observador Permanente da Santa Sé nas Nações Unidas afirmou que «investigações críveis» chegaram à «chocante conclusão» que mais de 100 mil cristãos são mortos a cada ano em todo o mundo por algum motivo relacionado a sua fé.

 

Outros cristãos são obrigados a abandonar suas raízes e ver a «destruição dos lugares de culto, a submissão a estupros e os sequestros de seus líderes». «Muitos destes atos», acrescentou Dom Silvano Maria Tomasi, durante a 23ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos, em Genebra, «são fruto do fanatismo, da intolerância, do terrorismo e de leis discriminatórias».

 

No encontro, a Santa Sé manifestou «profunda preocupação» pelas violações da liberdade religiosa e pelos sistemáticos ataques perpetrados contra as comunidades cristãs em algumas áreas do planeta, como África, Ásia e Oriente Médio.

 

Em missa celebrada na capela da Domus Sanctae Marthae na terça-feira, 28 de Maio, o Papa Francisco disse que «o sofrimento faz parte da vida; mas para o cristão, chamado a seguir o mesmo caminho de Cristo, ele torna-se mais um valor. Muito mais quando se apresenta sob forma de perseguição, por causa do espírito do mundo que não tolera o testemunho cristão».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados