Página Inicial







Síria: Núncio faz apelo em prol da população
22 de Fevereiro de 2013

O Núncio Apostólico na Síria, Dom Mario Zenari está ainda chocado com as notícias e imagens dos atentados que na manhã da última quarta-feira, 20 de Fevereiro, atingiram o centro de Damasco - Praça al-Shahbandar – além do quartel general do Baath, do Ministério das Finanças e da Eduacação, e pouco distante, a sede do Banco Central sírio: «Foi um massacre. Corpos carbonizados e dilacerados, bombeiros que apagam incêndios», disse.

 

Diante de mais esta chacina, o Arcebispo Dom Zenari confirma as impressões expressas em recentes declarações: «continuamos a caminhar entre os mortos. Também em Damasco, quando se caminha pelas ruas, nos deparamos por todos os lugares em locais onde se derramou sangue inocente: civis, mulheres, crianças”.

 

«A cifra de 70 mil vítimas do conflito nos faz ainda mais impressão se pensamos como morre essa gente. Não morrem nas suas casas. Os seus corpos são dilacerados e às vezes se torna difícil recolher os pedaços de corpos para fazer os funerais».

 

Segundo o Núncio Apostólico, diante do sacrifício do povo sírio «a comunidade internacional continua a fazer o papel de Pôncio Pilatos», enquanto o único caminho para deter a espiral de morte e destruição é «obrigar os irascíveis a uma saída negociada e pacífica do conflito».

 

«Os meus apelos nascem somente vendo os sofrimentos da população síria. Sofrimentos que se verificam na indiferença de boa parte da comunidade internacional», refere.

 

Dom Zenari convida também a evitar alarmismo sobre notícias que se referem à condição dos cristãos: «os cristãos» sublinha o representante pontifício, «nesta situação trágica sofrem como todos os demais».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados