Página Inicial







Nigéria: Apesar dos atentados, missionários permanecem no país
20 de Março de 2013

Apesar dos ataques bombistas serem realizados desde 2009 e terem forçado milhares de pessoas a se deslocar para locais mais seguros, os missionários estão determinados a permanecer no norte do país, disse Maurice Henry, superior provincial da «Sociedade de Missões Africanas».

 

«Somos missionários e não podemos partir. Tentamos evitar áreas rurais de maior risco, mas continuamos a trabalhar para a paz e o diálogo entre as religiões, tanto em Kano como nas cidades de Jos e Giombe», afirmou.

 

No episódio de violência mais recente, perpetrado na segunda-feira, 18 de Março, um carro-bomba rebentou próximo a uma paragem de autocarros na cidade de Kano (norte da Nigéria) e o número de mortos já chegoua aos 60.

 

Embora o ataque ainda não tenha sido reivindicado, muitos observadores apontam para Boko Haram, grupo terrorista islâmico que pretende impor a lei islâmica em todo o país.

 

A explosão da bomba ocorreu em Sabon Gari, um bairro predominantemente cristão onde muitos comerciantes são do sul.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados