Página Inicial







Mundo: Lusófonos progridem nas Metas do Milénio
2 de Maio de 2013

Mesmo com desafios políticos e económicos, 20 países «frágeis» e afetados por conflitos conseguiram alcançar recentemente pelo menos uma entre as oito Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM). A afirmação é do Banco Mundial, que divulgou a análise na quarta-feira, 1 de Maio.

 

O órgão diz que os dados apresentam forte contraste com um levantamento feito há dois anos, quando foi identificado que nenhum país de baixa renda ou em conflito tinha atingido algum dos objetivos.

 

De acordo com a análise, oito países, incluindo Bósnia-Herzegovina e Timor-Leste, já conseguiram diminuir pela metade o número de pessoas vivendo na pobreza extrema, ou com menos de US$ 1,25 por dia.

 

Timor-Leste, nação no sudeste da Ásia que tem o português como idioma oficial, é citado novamente pelos progressos para o alcance da igualdade de género da educação. Assim como em Mianmar, Burundi e Chade, há agora equilíbrio na proporção entre o total de meninas e meninos nas escolas.

 

A Guiné-Bissau deve conseguir alcançar a meta da melhoria no acesso à água potável até 2015, quando termina o prazo dos ODM. Já Angola e Timor-Leste estão no caminho para conseguir reduzir o índice de mortalidade materna.

 

Além dos três países de língua portuguesa, a análise do Banco Mundial cita também Afeganistão, Iraque, Líbia, Nepal, Síria e Togo. O órgão lembra que uma nação «frágil não é uma nação fracassada».

 

Para o presidente do Banco Mundial, a informação deve servir de alerta «para a comunidade global não rejeitar esses países como causas perdidas». Jim Yong Kim ressalta que apesar dos progressos no desenvolvimento, os «desafios que algumas nações enfrentam são extremamente difíceis.»

 

Com menos de mil dias até o prazo para o cumprimento das Metas do Milénio, o Banco Mundial destaca que apenas 20 por cento dos países afetados por conflitos estão a conseguir atingir os objetivos de redução da pobreza.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados