Página Inicial







Vaticano: A Igreja cresce no mundo, sobretudo na África e Ásia
14 de Maio de 2013

A Igreja Católica cresce no mundo, sobretudo na África e Ásia, enquanto a Europa continua a registrar sinais negativos: Esse é o dado que se constata no «Anuário Pontifício 2013», apresentado ao Papa na segunda-feira, 13 de Maio.

 

O anuário revela que em 2011 o número de católicos passou de 1196 para 1214 milhões, o que representa um aumento de 1,5 por cento num ano. Com isso a presença dos católicos no mundo mantém-se em 17,5 por cento.

 

A publicação da Central de Estatísticas da Igreja (Santa Sé) revela que o aumento dos católicos em África se situou nos 4,3 por cento e nos 2 por cento na Ásia, crescimento que na América e na Europa ficou pelos 0,3 por cento.

 

No total, os batizados na Igreja Católica estavam assim distribuídos geograficamente em 2011: 48,8 por cento na América, 23,5 por cento na Europa 16 por cento em África, 10,9 por cento na Ásia, e 0,8 por cento na Oceânia.

 

O número de padres passou de 405 067 em 2001 para 413 418, dez anos depois, aumento sustentado pelos continentes africano (39,5 por cento) e asiático (32,0 por cento), que compensam a diminuição de sacerdotes na Europa (menos 9 por cento).

 

Esta tendência deverá manter-se nos próximos anos, dado que há mais seminaristas em todo o mundo (7,5 por cento), com destaque para África (30,9 por cento) e Ásia (29,4 por cento); na Europa, os candidatos ao sacerdócio são menos 21,7 por cento do que em 2001.

 

O Vaticano adianta que os diáconos permanentes aumentaram em mais de 40 por cento e que os religiosos são mais na Ásia e África (36 por cento dos mais de 55 mil consagrados), grupo em forte queda na Europa (menos 18 por cento).

 

Quanto às religiosas, eram menos 10 por cento em 2011 face às 729 mil consagradas em 2001, com diminuição particularmente sentida na Europa (22 por cento), Oceânia (21 por cento) e América (17 por cento).

 

O Anuário Pontifício, por sua vez, regista a presença de dois Papas no Vaticano: Francisco, «bispo de Roma e sumo pontífice da Igreja universal, primaz da Itália, arcebispo e metropolita da província romana» e Bento XVI, «sumo pontífice emérito».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados