Página Inicial







Vaticano: Assinalado o «Dia Mundial da Consciencialização do Autismo»
2 de Abril de 2013

O presidente do «Conselho Pontifício da Pastoral para os Agentes da Saúde» (CPPS) assinalou nesta terça-feira, 2 de Abril, o «Dia Mundial da Consciencialização do Autismo» desafiando a sociedade a romper com os «preconceitos» criados à volta daquela doença.

 

D. Zygmunt Zimowski realça numa mensagem divulgada pela «Rádio Vaticano» que a palavra autismo «ainda provoca medo», apesar de «em muitas culturas» já se verificar alguma «aceitação» social para com as pessoas que sofrem dessa disfunção global de desenvolvimento.

 

A doença, que altera as capacidades de comunicação, de sociabilização e de interação dos indivíduos, afeta cerca de 70 mil pessoas em Portugal e perto de 70 milhões em todo o planeta, segundo a Organização Mundial de Saúde.

 

O arcebispo polaco transmite às pessoas autistas e respetivas famílias a solidariedade da Igreja Católica e pede aos fiéis de todo o mundo que deem o exemplo no acolhimento e integração das crianças e jovens autistas, através dos diversos setores da pastoral.

 

Segundo o presidente do CPPS, estas pessoas são tratadas como se fosse quase impossível chegar ao «seu maravilhoso mundo interior» e «é justamente esta imagem estereotipada que precisa de ser profundamente revista».

 

Com o objetivo de sensibilizar as pessoas para a importância de lutar contra a discriminação dos autistas e de promover a sua inclusão social, a associação portuguesa «Vencer Autismo» uniu esforços com o movimento mundial «Light it up Blue» (Acendam a luz azul), que desde 2007 ilumina simbolicamente monumentos emblemáticos de todo o globo na data dedicada a esta causa.

 

O Santuário de Cristo-Rei, em Almada e a Igreja de Santa Maria do Olival, em Tomar, são alguns dos monumentos que aderiram à iniciativa em Portugal e que esta noite vão estar iluminados de azul.

 

A organização portuguesa deixa ainda outras sugestões para as pessoas se juntarem à jornada mundial de consciencialização do autismo, como o uso de roupa azul e a decoração de casas e escolas com luzes da mesma cor.

 

Informações da «Agência Ecclesia».



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados