Página Inicial







Europa: Rede África Europa prepara plano de ação
26 de Abril de 2013

Reunidas em Bruxelas, as Antenas África/Europa terminaram a sua assembleia, afirmando a necessidade de parcerias para apoiar os grupos de ação e provocar mudanças. «O que importa é favorecer os grupos que se sentem ameaçados».

 

«Reforçar a capacidade de fazer lobby e promover a conscientização das populações» é o grande objetivo apresentado à assembleia das Antenas África/Europa, Fé e Justiça (AEFJN na sigla inglesa), pela presidente do secretariado de Bruxelas. A assembleia, que teve lugar de 22 a 25 de abril, contou pela primeira vez com a presença das Antenas dos Camarões, do Chade e da República Democrática do Congo. Nesses países jogam-se grandes desafios no âmbito da apropriação das terras, dos recursos naturais que põem em risco a segurança alimentar, o ambiente e a saúde das suas populações.

 

É importante «apresentar casos concretos de abuso, pois são esses que têm acolhimento junto da União Europeia», assim como nos Estados Unidos, onde as Antenas estão empenhadas em advogar os direitos dos povos africanos. É fundamental «apoiar e favorecer pessoas e grupos que se sentem ameaçados». É vital «trabalhar em rede», quer entre as Antenas dos diferentes países de Europa, África e América, quer em parceria com outras organizações que estão no terreno defendendo as mesmas causas.

 

O secretariado da AEFJN de Bruxelas assumiu um plano de ação para os próximos cinco anos, que propositadamente quis limitar. A sua ação de “lobbing” vai centrar-se, durante o próximo quinquénio, na defesa das terras e na transparência da indústria da extração dos minerais. As diferentes Antenas assumem o mesmo plano, o que não as impede de assumir e lutar por outras causas. O primeiro balanço terá lugar no decorrer da próxima assembleia, que ficou marcada para 9 a 11 de maio, do próximo ano, em Madrid.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados