Página Inicial







Mundo: Cessar imediatamente os ataques na Síria
2 de Março de 2018

O Conselho Mundial de Igrejas (WCC, na sigla em inglês) divulgou um apelo para que encerrem o cerco e cessem os ataques na Síria.

 

Na declaração, o WCC expressa sua consternação com a dramática escalada de ações militares contra civis em Ghouta.

 

No bombardeio que teve início a 18 de fevereiro, morreram mais de 550 pessoas, entre as quais pelo menos 130 crianças, mulheres e idosos. Outras 2.500 pessoas sofreram ferimentos.

 

O Conselho Mundial de Igrejas se diz “triste e chocado” com os acontecimento que decorrem apesar da resolução 2401 do Conselho de Segurança que impõe um cessar-fogo humanitário e imediato.

 

"A continuação da ofensiva militar do exército sírio visando civis e impedindo o acesso da ajuda humanitária a uma população civil, que está sob cerco nos últimos cinco anos, é moralmente e eticamente inaceitável e condenável por todas as normas e virtudes, bem como por direito internacional e direito internacional humanitário", refere nota do WCC.

 

Neste sentido, o Conselho de Igrejas exorta “urgentemente” ao Conselho de Segurança das Nações Unidas e particularmente aos países que têm influência direta sobre a região, “que se coloque um fim a essa tragédia em andamento em Ghouta e mais recentemente em Efrin, bem como em outras regiões sitiadas”.

 

"Nossos corações e orações são estão com todos aqueles na Síria que sofrem com a guerra e a violência, com injustiças e opressão, e que ainda são esquecidos pela comunidade internacional", conclui a declaração.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados