Página Inicial







Mundo: Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura
26 de Junho de 2018

A tortura é um pecado mortal, já dizia o Papa Francisco: “Renovo a firme condenação de qualquer forma de tortura e convido os cristãos e comprometerem-se a colaborar para a sua abolição e apoiar as vítimas e os seus familiares. Torturar as pessoas é um pecado mortal! Um pecado muito grave! (Angelus do domingo, 22 de junho de 2014)

 

Assinala-se nesta terça-feira, 26 de junho, o «Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura». A data, instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas, tem o objetivo de condenar a tortura como um dos atos mais vis cometidos por seres humanos contra seus semelhantes.

 

Não obstante as proibições internacionais, ainda hoje inúmeras pessoas sofrem tratamentos desumanos.

 

De acordo com o Direito Internacional, trata-se de um crime que não pode ser justificado em nenhuma circunstância. Isso se aplica a todos os membros da comunidade internacional, independentemente do facto de que o Estado tenha ou não ratificado tratados internacionais em que a tortura é expressamente proibida.

 

Não obstante o Direito Internacional e a Declaração Universal dos Direitos Humanos, ainda hoje esta prática se verifica em muitas prisões ou como arma de guerra.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados